Páginas

Marcadores

quarta-feira, 2 de maio de 2018

S2

Coração negro,
Despeja-me o seu medo.
Ancore emoções,
Desprenda-se das frustrações.
Coração que estupora,
Levita em recordações.
Coração que bate,
Coração que grita,
Coração que chora...
Coração que se apaixona.
Coração negro
Despeja-me o seu medo.

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Opinião

Calem-se todos,
Agora eu vou falar.
A luta pela liberdade de expressão
No auge está...
Não se pode comentar.
Não se pode julgar.
Não se pode publicar.
Opiniões, opiniões, opiniões...
Todos, calados devem ficar,
Pois opinião, agora e sempre,
Uma verdade nunca será.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Nosso Silêncio

No nosso silêncio, quase íntimo,
Havia muito barulho.
Nas nossas ilusões,
Quase pueris,
Havia realidade.
Nosso beijo sempre foi verdade.
Divagávamos noites e noites
Falando sobre política.
Depois era conversa,
Íntima,
Do tipo que só rola com você.
No nosso silêncio havia muita entrega,
Cumplicidade e carícias,
Sim,
O nosso silêncio é quase físico.

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Fingimento

Minha máscara, minha discrepância.
Conte hipocrisias e ouvirás demasiadas orgias.
E há nuances.
Foi assim minha desilusão,
Num instante era paixão
Noutro xingos e empurrão.
Deu-me flores... A mão!
Não passou de fingimento
E aumenta com o tempo,
Até que chega ao fim.

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Especiais

Quem disse que a eles é de direito,
A cláusula que vale é a do respeito.
Lutemos pela igualdade.
Não somos todos iguais,
As diferenças é o que nos torna especiais.
Julgue a si mesmo, olhe-se no espelho.
Veja-se como se é, não aponte um qualquer.
Seja realista, não julgue pelas premissas.
Afunde-se na verdade...
Não somos todos iguais,
As diferenças é o que nos torna especiais.

AdSense